Os 8 Melhores Alimentos para o Fígado

Aveia: Alimentos com muita fibra podem ajudar seu fígado a trabalhar melhor. Quer um que seja uma ótima maneira de começar o dia? Experimente aveia. A pesquisa mostra que pode ajudá-lo a perder alguns quilos extras e a gordura da barriga, o que é uma boa maneira de afastar a doença do fígado.

amora

Amoras: Eles têm nutrientes neles chamados polifenóis que podem ajudar a protegê-lo contra a doença hepática gordurosa não-alcoólica, que muitas vezes anda de mãos dadas com a obesidade e o colesterol alto. Se blueberry não é sua coisa, outros alimentos ricos em polifenóis incluem chocolate amargo, azeitonas e ameixas.

Brócolis: Adicione muitos vegetais à sua dieta, se você quiser manter seu fígado saudável. O brócolis pode fazer parte dessa estratégia. Alguns estudos sugerem que esse alimento crocante pode ajudar a protegê-lo da doença hepática gordurosa não alcoólica. Se o brócolis cozido no vapor soar um pouco demais, tritá-lo em uma salada de repolho e misturá-lo com amêndoas fatiadas, cranberries secas e um vinagrete picante. Também é delicioso assado com alho e um pouco de vinagre balsâmico.

Café: Se você não conseguir passar o dia sem ele, ficará feliz em saber que pode ter alguns benefícios para o seu fígado. Estudos mostram que beber duas a três xícaras por dia pode proteger seu fígado de danos causados ​​pelo excesso de álcool ou por uma dieta pouco saudável. Algumas pesquisas sugerem que isso pode diminuir o risco de câncer de fígado.

Ervas: Quer proteger seu fígado e seu coração ao mesmo tempo? Polvilhe em um pouco de orégano, sálvia ou alecrim. Eles são uma boa fonte de polifenóis saudáveis. Um benefício extra: eles ajudam você a reduzir o sal em muitas receitas. Canela, curry em pó e cominho são bons para tentar também.

espinafre

Espinafre: As folhas verdes têm um poderoso antioxidante chamado glutationa, que pode ajudar a manter o fígado funcionando corretamente. E espinafre não poderia ser mais fácil de preparar. Faz uma excelente base para uma salada de jantar, e também é delicioso refogado com alho e azeite. Quando estiver murchado, cubra com um parmesão fresco.

Amêndoas: As nozes – especialmente estas – são boas fontes de vitamina E, um nutriente que a pesquisa sugere que pode ajudar a proteger contra a doença do fígado gorduroso. As amêndoas também são boas para o seu coração, então pegue um punhado na próxima vez que sentir vontade de fazer um lanche. Ou experimente-as em saladas, onde elas acrescentam um bom crocante.

Chá Verde: Está repleto de um tipo de antioxidante chamado catequinas. A pesquisa sugere que pode proteger contra algumas formas de câncer, incluindo o fígado. Você terá mais catequinas se você preparar chá e beber quente. Chá gelado e chá verde pronto para beber têm níveis muito mais baixos.

Antidepressivo Aumenta o Risco de Obesidade

O que é Obesidade?

A obesidade é caracterizada pelo acúmulo de gordura corporal. Pode ser diagnosticada por meio do cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC). Ele é calculado dividindo-se o peso (em Kg) do paciente pela sua altura (em metros) elevada ao quadrado. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), quando o resultado fica entre 18,5 e 24,9, o peso é considerado normal. Entre 25,0 e 29,9, sobrepeso, e acima deste valor, a pessoa é considerada obesa.

A obesidade mórbida é quando o valor do IMC ultrapassa 40. Nesse caso, o tratamento inicial além das mudanças de estilo de vida sempre inclui medicamentos e até cirurgia bariátrica pode ser recomenda.

A obesidade é fator de risco para várias doenças:  hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, tumores de intestino e de vesícula. Se não tratada adequadamente, pode até levar à morte.
Pode estar associada à herança genética, mas muitas vezes está é causada por alimentação inadequada. Em alguns casos, decorre de alterações hormonais.
A obesidade pode acarretar diminuição dos níveis de testosterona, levando à redução da libido e disfunção erétil em homens. Já nas mulheres, existe uma redução dos níveis de hormônio feminino e aumento no nível dos hormônios masculinizantes. As mulheres podem ter  aumento de pelos, irregularidade menstrual e redução da fertilidade. O tratamento visa à diminuição das complicações e promover uma melhor qualidade de vida e bem estar físico e psíquico.

antidepressivos-podem-causar-obesidade

Mas o uso prolongado de antidepressivo pode me afetar?

De  acordo com o periódico científico “The BMJ” o uso prolongado de medicamentos antidepressivos foi associado a um aumento sustentado no risco de ganho de peso ao longo de cinco anos.

Segundo os cientistas, pacientes que foram medicados com os 12 remédios mais usados para tratar a depressão tiveram mais chance de elevar sua massa corporal do que pessoas que não tomaram antidepressivos nesse período. O risco se mostrou mais elevado no segundo e no terceiro ano de tratamento.

Caso você já sofra de obesidade, recomendamos as seguintes clínicas para tratamento:

Endocrinologista Brasília Df

Clínica de Endocrinologia em Brasília